terça-feira, 30 de junho de 2015

INFORMANDO



EFEMÉRIDE
PARA O DIA 1 DE JULHO

1867 - Abolição da pena de morte em Portugal


Forca

CRÓNICA DE FARO


Nova Iorque (Torres Gémeas) revivido em Faro

Foi uma recordação dolorosa, viva, autêntica e sofrida por quem viveu, de forma invulgar, direta e participada, o que aconteceu, como um facto inapagável, naquela fatídica manhã de 11 de Setembro de 2001, aquando dos ataque e destruição das “Twins Tours” (Torres Gémeas) na capital económica mundial, que é Nova Iorque.
(1)Reviveu-se, na sede do Rotary Clube de Faro, no decurso da reunião, presidida por Henrique Brito Figueira, em que foi orador um raro interlocutor pela sua ligação, antes e depois deste histórico acontecimento, àquele conhecido conjunto arquitetónico da “Big Apple”, o engenheiro civil Alexandre Moreira, que “menino e moço”, aos 9 anos, emigrou da sua Galiza natal para os Estados Unidos da América, onde se licenciou e contraiu matrimónio com uma nossa conterrânea, natural dos Vilarinhos (São Brás de Alportel), onde após a aposentação vieram radicar-se.
Trabalhava antes do fatídico ataque em que perderam a vida mais de duas mil e setecentas pessoas, na remoção do amianto dos emblemáticos edifícios novairoquinos e para ali retomou, de imediato, quando no seu lar teve conhecimento do sinistro atentado e como referiu “vivi o inferno de Nova Iorque. Foi muito doloroso e, confesso, que chorei ante a tragédia” ou “toda a gente de Nova Iorque se uniu, como mais tarde aconteceu aqui no Algarve, com o incêndio florestal na serra algarvia”, empenhando-se no salvamento e buscas realizadas dias a fio.
O “amor solidário a esta terra” foi bem expresso nas palavras de apresentação do eng. Alexandre Moreira ditas, como ele sabe dizer, pelo responsável pelo protocolo do clube, Joaquim Teixeira, destacando a acção solidária desenvolvida no Algarve por este galego “provedor das Comunidades Estrangeiras junto ao município sambrazense”, o qual “não sendo rotário de emblema o é de coração”, como o atesta um vasto conjunto de acções de modo próprio no “São Brás Solidário”.
Certo é que, na eloquência das suas palavras com estigma pleno de quem viveu, instante a instante, aquela página marcante dos tempos primeiro do século XXI, todo o ataque às Torres Gémeas em Nova Iorque, tiveram uma notável evocação no Rotary Clube de Faro.
João Leal

(1) Henrique Brito Figueira é o Secretário da Direcção da Associação dos Antigos Alunos da Escola Tomás Cabreira.

EXPOSIÇÃO


Do Artista Costeleta Wenceslau Pinto Nunes
recebemos estas 3 fotos da sua exposição
que, com todo o prazer, publicamos 




A foto do Wenceslau está na Coluna das Personalidades
A exposição pode ser visitada
no Alto dos Gorjões.
Sta. Bárbara de Nexe.

segunda-feira, 29 de junho de 2015

GRANDE ALMOÇO COSTELETA EM VILA MOURA

MAIS 4 FOTOS PARA APRECIAREM
DO ALMOÇO NO
HOTEL D. PEDRO GOLF
DOS ANTIGOS ALUNOS DA
ESCOLA TOMÁS CABREIRA




















Reportagem fotográfica do
Roger

JORNAL "o COSTELETA" Nº 124


PARA QUE TODOS OS COSTELETAS, 
QUE NÃO SÃO SÓCIOS, 
POSSAM TOMAR CONHECIMENTO DO NOSSO JORNAL
AQUI O PUBLICAMOS







Caros Costeletas. Querem ser assinantes para receberem o Jornal nas vossas casas?
Inscrevam-se como sócios. A quota são apenas 10 € POR ANO!

Colocado por
Roger

RECORDANDO


«JORGE ESCALÇO VALADAS, PINTOR»
Da autoria de seu filho, Jorge Manuel dos Prazeres Escalço Valadas foi publicado um li­vro que, para nós «costeletas», se reveste de grande significado, já que é uma biografia da­quele que foi o primeiro director da Escola Técnico Elementar Serpa Pinto, com que no Al­garve se iniciou uma fase do ensino profissional. Referimo-nos ao saudoso Mestre, consa­grado pintor e professor de Desenho, que foi Jorge Escalço VaIadas, o «Valadinhas» como tão efectuosamente era referido. Já «O Costeleta» inseriu uma fotografia daqueles «tempos idos» com todo o Corpo Docente, incluindo o sempre amigo Mestre José de Brito, que nos cedeu aquele precioso documento e «capitaneando» aquele grupo de professores que tanto contribuiu para a nossa formação o Professor Valadas.
Foi no Museu Etnográfico Regional que, na companhia do dedicado costeleta e nosso professor Mestre José de Brito, descobrimos esta obra que narra a vida do Pintor Jorge Es­calço VaIadas, nascido em 5 de Novembro de 1908 em Salir (Loulé) mas registado em Vila Real de Santo António. Em 1930 foi com a família para Lisboa onde, mais tarde (1935/ 1937) frequentou a ESBAL (Escola Superior de Belas Artes de Lisboa) e iniciou a sua vida profissional em 1941 na Escola Fonseca Benevides, na capital e onde casou, volvidos dois anos com D. Isabel dos Prazeres. Foi no ano lectivo de 1948/49 que foi nomeado professor e director da Escola Serpa Pinto, a funcionar no actual imóvel da Escola Tomás Tomás Ca­breira, funções que ocuparia até 1952, para desempenhar o magistério no Porto.
 O nosso sempre lembrado director e professor faleceu 1 de Agosto de 1993, num Lar de Idosos,_em Paços de_Arcos e está sepultado no Cemitério da Galiza, em São João do Estoril.
             A obra, que é edição do autor, seu filho, contém largo número de reproduções fotográficas da vida do «Valadinhas», algumas das quais referentes à sua passagem por Faro.

JOÃO LEAL 
Pintura de Jorge Valadas
"A Ria Formosa"
Colocado por
Roger




domingo, 28 de junho de 2015

CANTINHO DOS MARAFADOS


O mineiro do brasil
Verbo mineiro
Perguntaram ao mineiro:
- Diz aí um verbo!
Ele pensou, pensou e respondeu indeciso:
- Bicicreta.
- Não é bicicreta seu mineiro burro, é bicicleta. E bicicleta não é verbo!
Perguntaram a outro mineiro:
- Diz você aí um verbo!
Ele também pensou, pensou e arriscou ressabiado:
- Prástico.
- Não é prástico, ô mineiro burro, é plástico. E plástico não é verbo!
Perguntaram a um terceiro mineiro:
- Diz aí um verbo!
Esse aí nem pensou:
- Hospedar.
- Muito bem! Até que enfim um mineiro inteligente. Agora diga ai uma frase com o verbo que você escolheu.
O mineiro encheu o peito de coragem e mandou bala:

- Hospedar da bicicreta são de prástico!

PS - Então meu caro Viegas. Não há por aí uns textos para colocar nesta "rubrica" criada por si?
Um abraço Costeleta
Roger

sábado, 27 de junho de 2015

INFORMANDO


ARS Algarve disponibiliza 32 Postos de Saúde de Praia 
a partir de segunda-feira

   

Pequenos acidentes, nomeadamente traumatismos por quedas, escoriações, equimoses, picadas de peixe-aranha, golpes de calor, queimaduras solares e indisposições, resultantes de abusos de exposição ao sol, são algumas das principais ocorrências registadas todos os anos nos postos.

A Administração Regional de Saúde do Algarve IP, através de um protocolo de colaboração com a Cruz Vermelha Portuguesa, vai disponibilizar, de 29 de junho a 13 de setembro, 32 Postos de Saúde de Praia distribuídos ao longo da costa algarvia, com o objetivo de assegurar cuidados de saúde de enfermagem e dar resposta a situações clínicas que possam ser tratadas no local, ou, em caso de necessidade, encaminhar o utente para uma unidade de saúde mais adequada.  

À semelhança dos anos anteriores, os Postos de Saúde de Praia vão funcionar, com o horário de atendimento entre as 10h30m e as 19h30m, entre 29 de junho e 30 de agosto, sendo que 7 destes postos se manterão em funcionamento até 13 de setembro.


POEMA


AMOR


Quem já passou por essa vida e não viveu 
Pode ser mais, mas sabe menos do que eu
 
Porque a vida só se dá pra quem se deu
Pra quem amou, pra quem chorou, pra quem sofreu
 
Ah, quem nunca curtiu uma paixão nunca vai ter nada, não
 
Não há mal pior do que a descrença
Mesmo o amor que não compensa é melhor que a solidão
 
Abre os teus braços, meu irmão, deixa cair
Pra que somar se a gente pode dividir
 
Eu francamente já não quero nem saber
 
De quem não vai porque tem medo de sofrer
 
Ai de quem não rasga o coração, esse não vai ter perdão
 
Quem nunca curtiu uma paixão, nunca vai ter nada, não


Vinícius de Moraes 

EXPOSIÇÃO DE CERÂMICA ARTISTICA E DESENHOS



O Artista e Costeleta
Wenceslau Pinto Nunes

Expõe os seus trabalhos de cerâmica artistica e
desenhos (estudos)
No Salão da Antiga Sociedade Recreativa Gorjonense
No Alto dos Gorjões.

Enviou-nos estas três fotos da exposição




Podem visitar nos Gorjões
Perto de Stª Bárbara de Nexe.


FOTOS DO ALMOÇO COSTELETA

MAIS QUATRO FOTOS DO ALMOÇO
NO HOTEL D. PEDRO GOLF EM VILAMOURA


















Problemas ali ao fundo?


Acontece com o sapato...





Reportagem fotográfica de Roger.
ALGUÉM TEM FOTOS QUE QUEIRA PUBLICAR?
Estamos receptivos
Quer em fotos quer em textos
Enviem


UM EXEMPLO A CONSIDERAR


Presados costeletas e amigos
A frequência de jovens alunos, nas décadas de quarenta e cinquenta, nas Escolas Tomás Cabreira e Comercial e Industrial de Faro, são um motivo de orgulho para os próprios, seus familiares e comunidade farense.
Deste escol de  alunos, sobressairam ao longo destas duas décadas, nomes que marcaram a história da cidade, da região e do país.
No desporto ( futebol, atletismo, basquetebol )  nas artes ( teatro, pintura, escultura, caricaturismo ) no jornalismo ( escrito, televisionado e radialista ), na literatura ( livros, ensaios, textos, poesia ), na política, no empresariado e empreendorismo , na ciência ( doutorados, diplomados com MBA ), no ensino ( catedráticos  e outros ), na justiça ( advogados, juristas ), e em tantas outras actividades e profissões.
Que exemplo para os jovens alunos de hoje e que frequentam a nossa Escola Tomás Cabreira, se em local bem visível, fosse colocada uma exposição ( itinerante ou permanente ), onde constassem os nossos ilustres colegas merecedores dessa distinção e que servissem de estímulo à sua vida académica e preparação futura.
Se esta sugestão tiver  interesse,  passar da teoria à prática, bastará haver feedback da Direcção da Escola, juntar entre três e  cinco costeletas, com  preparação, para analisar , escolher e propor os distinguidos.
À direcção deixo esta ideia, que também pode ser uma forma de  tentar renovar a nossa Associação, motivando os actuais alunos a substituírem esta “velha guarda” , já  fora de prazo.

jorge tavares
costeleta 1950/56

quinta-feira, 25 de junho de 2015

ALMOÇO ANUAL COSTELETA


MAIS ALGUMAS FOTOS PARA APRECIAREM





FALANDO DE


RAFAEL CORREIA

Não se dá por ele.
Quando estou em Faro, ainda o vejo uma ou outra vez furtivamente, no pequeno mini-mercado da sua zona de conforto, ou na sua caminhada discreta e salutar. E é um prazer e uma alegria imensa e reciproca, o nosso reencontro e troca de recordações, idéias e vivências pessoais .

Hoje , folheando a Antologia de Artes e Letras da Scala (Soc.Cultural de Artes e Letras de Almada) venho encontrar no Ensaio de Diamantino Lourenço; " VIALE MOUTINHO,GIACOMETTI,RAFAEL CORREIA: TRÊS ETNÓLOGOS À DESCOBERTA DA CULTURA POPULAR PORTUGUESA" um elogioso texto ao trabalho, à personalidade e inconfundível estilo do algarvio RAFAEL CORREIA ao nível nacional uma verdadeira lenda no mundo da Rádio.


O autor do Ensaio conhece bem os meandros , interesses , caminhos e veredas do jornalismo, e não deixa para mãos alheias uma subtil crítica à forma como o "Lugar ao Sul" foi silenciado.

Mas ALMADA não é ingrata, não esquece nem enjeita os Homens da Cultura.

E o nome de RAFAEL CORREIA aqui está numa RUA de ALMADA, em Vila Nova de Caparica, no triângulo das que têm os nomes de Vasco da Gama , S.Francisco de Assis e Pedro Álvares Cabral. No alto da arriba fóssil, perto dos Capuchos, de onde se avista a imensidão do Atlântico.


José Elias Moreno
Rafael Correia
Programa da RDP
"Um Lugar ao Sul"



UMA HISTÓRIA À QUINTA FEIRA

Histórias breves
Do  Rogério
REVIVENDO!...


F
ui criado com princípios morais comuns.
E entendi que deveria colocar esta pequena crónica no início desta minha Rubrica, como se fosse um prefácio.
Quando eu era moce-pequeno, mães, pais, professores, avós, tios, vizinhos eram autoridades dignas de respeito e consideração.
Quanto mais de perto ou com mais idade, mais afecto.
Inimaginável responder de forma mal-educada aos mais velhos, professores ou autoridades...
Confiávamos nos adultos, porque todos eram pais, mães ou familiares e vizinhos da nossa rua, do bairro ou da cidade.
Tínhamos medo apenas do escuro, dos sapos, dos filmes de terror...
Hoje sinto uma tristeza infinita por tudo aquilo que perdemos. Tudo que os nossos netos, um dia enfrentarão.
Pelo medo no olhar das crianças, dos velhos, dos jovens e dos adultos.
Direitos humanos para os criminosos, deveres ilimitados para os cidadãos honestos. Justiça?
Não levar vantagem em tudo significa ser idiota. Aquilo que fui e sou… Trabalhador digno e cumpridor dos deveres virou otário.
Pagar dívidas em dia é ser tonto - amnistia para corruptos e sonegadores.
O que aconteceu connosco? Com este povo?
Professores maltratados nas salas de aula; comerciantes ameaçados por traficantes; grades em nossas janelas e portas.
Que valores são esses?
Automóveis que valem mais que abraços.
Filhos esquecendo o respeito no trato com pais, avós e professores.
No lugar de senhor, senhora, ficou oi cara, ou como estás, meu? Celulares nas  mochilas de crianças.
“O que vais querer em troca de um abraço?”“A diversão vale mais que um diploma”.  
“Uma tela gigante vale mais que uma boa conversa.” “Mais vale uma maquilhagem do que um sorvete.”  “Aparecer do que ser.”
Quando foi que tudo desapareceu ou se tornou ridículo?
Quero arrancar as grades da minha janela para poder tocar nas flores…
Quero me sentar na varanda e dormir com a porta aberta nas noites de verão.
Quero a honestidade como motivo de orgulho.
Quero a rectidão de carácter, a cara limpa e o olhar “olho no olho”. Quero sair de casa sabendo a hora em que estarei de volta, sem medo de assaltos ou balas perdidas.
Quero a vergonha na cara e a solidariedade.
Onde a palavra valia mais que um documento assinado. Quero a esperança, a alegria, a confiança de volta. Quero calar a boca de quem diz: “temos que estar ao nível de”, ao falar de uma pessoa.
E viva o retorno da verdadeira vida, simples como a chuva, limpa como o céu de primavera, leve como a brisa da manhã. E definitivamente bela como cada amanhecer.
Quero ter de volta o meu mundo simples e comum, onde existam o amor, a igualdade, a solidariedade e a fraternidade como bases.
Quero que voltemos a ser gente. A ter indignação diante da falta de ética, de moral, de respeito. Construir um mundo melhor, mais justo e mais humano, onde as pessoas respeitem as pessoas.
Utopia?
Quem sabe?
Precisamos tentar.
Nossos filhos merecem e nossos netos certamente nos agradecerão.
Quem sabe começando a caminhar como deve ser teremos de volta nossa dignidade, nosso respeito, nossos direitos, nossas  vidas.
Depende de todos! Porque “querer é poder” e se dizem que “o povo é quem mais ordena” onde está esse “poder” para querermos “reviver”?

d

MAIS FOTOS DO ALMOÇO COSTELETA
NO FÓRUM DO HOTEL D. PEDRO GOLF








Reportagem fotográfica de Roger
NOTA: - AS FOTOS ESTÃO A SER PUBLICADAS PELA ORDEM COM QUE FORAM CAPTADAS


RECTIFICAÇÃO AO JORNAL

Vários Costeletas chamaram-nos a atenção
para uma "gralha"
na página 5 do nosso jornal.
onde se lê  oscosteletasfaro.blogspot.com
deve ler-se costeletasfaro.blogspot.com
Tirem o os
Aqui fica a emenda
Roger

COMENTÁRIOS


EXPLICAÇÃO

Parece ter havido algumas dúvidas sobre a forma de fazerem comentários a cada assunto publicado, quer em texto quer em foto.
Na parte de baixo de cada publicação está a frase  a azul: sem comentários.
Cliquem em cima e, na caixa que se abre, escrevam o vosso comentário. Identifiquem e cliquem em cima de publicar o seu comentário.
O comentário terá de ser moderado e só depois de aparecer publicado é que poderão ver a sua publicação voltando a clicar sobre sem comentários assim que tiver o respectivo número de comentário. SIMPLES!

Poderão também enviar os vossos comentários para a conta mail da Associação: aaaetcabreira@gmail.com
Será publicado no Blog depois de moderada.
Roger

quarta-feira, 24 de junho de 2015

UMA HISTÓRIA À QUINTA FEIRA


NOVA RUBRICA

Amanhã vou inserir uma nova rubrica, semanal. Uma novidade! 
É ótimo saber que quem está desse lado gosta do que lê e que reconhece o valor de quem toma a iniciativa de novos projetos. Espero que gostem da minha rubrica: “UMA HISTÓRIA À QUINTA FEIRA”.
A minha rubrica sairá às quintas-feiras e espero que gostem do que vou apresentar por lá. E apreciem a primeira história.
Para quem não me conhece aqui fica um pequeno texto de apresentação.
Chamo-me Rogério, tenho 84 anos e sou de Faro. A minha foto está à direita na coluna dos Colaboradores. Fui Professor do Ensino Secundário; estou aposentado, e uma das coisas que gosto de fazer é escrever. A escrita é uma paixão antiga; há cerca de não sei quantos  anos que escrevo de forma mais ou menos regular e no final de 2007 criei este blogue http://www.costeletasfaro.blogspot.com onde, por diversas etapas, tenho sido administrador. Abri o Blog em nome da Associação dos Antigos Alunos da Escola Tomás Cabreira. Sou antigo aluno. Para além da escrita, não passo sem um bom livro, jornais e uma boa viagem de vez em quando. Sou um otimista inveterado, por isso mesmo quando pareço estar a desistir é quando acredito mais ainda.
Escrever ajuda-me a sobreviver “inté”… Espero que gostem da minha rubrica, que passem pelo Blog Costeleta e acompanhem as minhas aventuras literárias!

Rogério

NOTÍCIAS ALGARVIAS


INFORMANDO

Quintas feiras especiais em Silves

    Pelo segundo ano consecutivo, e depois do sucesso da primeira edição em 2014, o município de Silves promove no castelo de Silves o ciclo de eventos de promoção turístico-cultural do município, a que deu o nome de “Sunset Secrets – Quintas do Castelo”. Estas ações começam a 2 de julho e terminam a 27 de agosto, sempre às quintas-feiras, entre as 18h30 e as 23h00.

IN JORNAL DO ALGARVE
Castelo de Silves
Castelo de Silves

TÉNIS JUVENIL EM VILA REAL DE STº ANTÓNIO

    O Clube de Ténis de Vila Real de Santo António organiza a primeira edição do torneio “O Mundo do Tunas”, a partir da próxima quarta-feira e até domingo, destinado a jovens tenistas dos escalões sub-12 e sub-16.
     Estarão em competição cerca de 80 jogadores de clubes oriundos de norte a sul do país. Os jogos vão decorrer entre 09h00 e as 20h00. A competição do escalão sub-12 será disputada em terra batida, até domingo, enquanto a de sub-16 será em piso rápido, no sábado e no domingo. As finais começam às 10h00 de domingo.

IN JORNAL DO ALGARVE



ALMOÇO ANUAL COSTELETA


MAIS 6 FOTOS DO ALMOÇO NO 
HOTEL D. PEDRO GOLF
EM VILAMOURA
ALGARVE
PORTUGAL







Reportagem fotogáfica de Rogério Coelho
Fotos não editadas


segunda-feira, 22 de junho de 2015

GRANDE ALMOÇO ANUAL COSTELETA


MAIS FOTOS DO ALMOÇO
NO HOTEL D. PEDRO GOLF - Vilamoura

Uma reportagem fotográfica de Roger.









INFORMAÇÃO


A Direcção esteve hoje reunida na sede.
Dos vários assuntos discutidos foi também
 executada a dobragem do Jornal "o Costeleta",
metidos nos respectivos envelopes para
amanhã, dia 23 de Junho, serem entregues nos CTT.
A reunião terminou pelas 18H30



domingo, 21 de junho de 2015

ARTE COSTELETA


Exposição de Cerâmica Artistica e Desenhos (estudos)
Pelo  Costeleta Wenceslau Pinto
uma peça de Bota Filipe
Está patente ao público pelas 17H00 no Salão da Antiga
Sociedade Recreativa Gorjonense, no Alto dos Gorjões


NOTÍCIAS DO ALGARVE



INFORMANDO

Três exposições a não perder
De Faro
Plan 9”. A artista Lituana Ruta Naujalyute expõe peças de joalharia contemporânea, quadros  e vídeos.
Os trabalhos estarão expostos  na Associação Recreativa e Cultura de Músicos na rua do Castelo até ao dia 8 de Julho
De Estói
O Dragão de Milreu”. Esta exposição mostra um conjunto de fotografias das ruinas romanas de Milreu, resultantes da actividade: “Dia Criativo  em Milreu”
A exposição estará patente até ao dia 30 de Julho na Casa Rural das Ruinas Romanas de Milreeu, em Estói.
De Quarteira

Trilogia de Artes”. Esta exposição colectiva reune obras de pitura e escultura de três artistas: Hans Varela, Alex Groza e Adérita Silva
Trabalhos expostos na Galeria Aderita Artistic Space, a partir de 2 de Julho pelas 19hoo, até ao dia 17 de Julho.

EFEMÉRIDES


PARA O DIA 21 DE JUNHO


1994 - Vergílio Ferreira vence o Grande Prémio de Romance e Novela da APE com "Na Tua Face".
1995 - Abre o Hospital Amadora-Sintra, o primeiro do sector público da saúde, com gestão privada, em Portugal.
2003 - No I Campeonato Europeu de atletismo para deficientes, Portugal conquista 21 medalhas, seis de ouro, dez de prata e cinco de bronze.
- Morre o escritor norte-americano Leon Uris, 78 anos, autor de "Êxodo".
2004 - O sector privado entra na exploração espacial com o primeiro voo da nave Space Ship One, nos EUA.

Pesquisa do  Reporter
Roger

sábado, 20 de junho de 2015

CRÓNICA DE FARO


Totalmente às escuras

Não se trata de uma medida de economia no erário municipal, mas tão somente de desleixo e de falta de atenção de quem tem a respectiva responsabilidade a seu cargo e para auferir dos devidos proventos.
Referimo-nos à situação existente da central Rua Bartolomeu Dias, uma artéria citadina, que em tempos idos, década de 30/40 do século passado, conheceu notório esplendor quando se desenvolveu a edificação então na Horta da Mouraria, de que é referência a “Vivenda Marília”, que o ilustre causístico messinense dr. Rita da Palma fez construir no cruzamento das Ruas Garret e Justino Cúmano.
Situa-se nas imediações do Teatro Lethes, a desembocar frente à porta principal da Cruz Vermelha Portuguesa, na ligação entre o Largo 25 de Abril e a Rua Justino Cúmano, com intenso tráfego de viaturas e peões, apontando-se entre outras residências do cidadão alemão Fritz Henzler, onde posteriormente funcionou a Delegação da RTP, da Família Bento Louro, da dra. Elisa Santos Gomes, etc.
Ostenta a Rua Bartolomeu Dias um dos mais belos azulejos toponímicos que em Faro se encontra e confeccionado na famosa Fábrica Constaça, como o mesmo assinala.
Mas desde há semanas que esta movimentada artéria se encontra privada de toda e qualquer iluminação pública, pois os dois candeeiros estão apagados e assim permanecem “quedos e ledos”, com todos os inconvenientes daí advindos, de modo próprio no que à segurança de pessoas e bens diz respeito.
Apenas e só uma questão, admitimos de desconhecimento a quem a função comporta. Mas o aviso e alerta aqui ficam – “luz para a Rua Bartolomeu Dias e já”!
João Leal

ALMOÇO ANUAL COSTELETA



FOTOS DO ALMOÇO COSTELETA
HOTEL D.PEDRO GOLF - VILAMOURA








Façam clik sobre as fotos para aumentar
Novo clik ao lado da foto para normalizar
Reportagem fotográfica
de Roger