domingo, 17 de junho de 2018

ELEIÇÃO NA ASSOCIAÇÃO COSTELETA


CONVÍVIO COSTELETA

FOTOS DO GRANDE ALMOÇO ANUAL COSTELETA

 SÁBADO DIA 16 de Junho 2018

NA QUINTA DA SENHORA MENINA - FARO

Reportagem fotográfica de Rogério Coelho

Publicamos a 2ª tranche, já editada. Não colocamos legenda.
Clik sobre a foto para aumentar










Continua
Roger

sábado, 16 de junho de 2018

CONVÍVIO COSTELETA

FOTOS DO GRANDE ALMOÇO ANUAL COSTELETA

HOJE, SÁBADO DIA 16

NA QUINTA DA SENHORA MENINA - FARO

Reportagem fotográfica de Rogério Coelho

Publicamos a 1ª tranche, já editada. Não colocamos legenda.
Clik sobre a foto para aumentar












Continua...

quarta-feira, 13 de junho de 2018


GRANDE ALMOÇO ANUAl costeleta
Com musica ao vivo para dançar
SÁBADO DIA 16 - 13 Horas
NO CATERING SENHORA MENINA FARO
não faltes!




ACTIVIDADES DO ELOS CLUBE DE FARO PARA O MÊS DE JUNHO
=====================================================

O Elos Clube de Faro em parceria com a Biblioteca Municipal de Faro
António Ramos Rosa tem o prazer de convidar os companheiros e
amigos para as suas actividades agendadas para o mês de Junho a
realizar na biblioteca:


- De 1 a 30 de Junho - Exposição de pintura "Olhares" de Rosinda Vargues
  - Inauguração dia 1 de Junho, pelas 17,30 horas com beberete e
  momento musical;

- Dia 13 de Junho - "Quando a poesia Acontece" sob o tema:

"É necessário amar,
qualquer coisa, ou alguém;
o que interessa é gostar
não importa de quem"

- António Gedeão

* Poesia embalada pela voz de Rosinda
com música de Luciano Vargues


- Dia 19 de Junho - Palestra ""Mindfulness e a Inteligência
emocional", pelo Dr. João Bonança, pelas 17,00 horas.


Estão todos convidados e esperamos poder contar com o vosso habitual apoio.

Em breve enviaremos mais detalhes sobre cada uma das actividades.

Cordiais saudações elistas,

Dina Lapa de Campos
Presidente da Direcção do Elos Clube de Faro


sexta-feira, 8 de junho de 2018

QUANDO UM COSTELETA PARTE



JOSÉ AFONSO MARTINS DE SOUSA
MAIS UM «COSTELETA» QUE NOS DEIXOU

Faleceu, em Faro, cidade onde vivia há muitos anos, o nosso estimado colega José Afonso Martins de Sousa, que concluiu o Curso Geral do Comércio, nos anos 50 do século passado, era funcionário aposentado da TAP (Serviços Administrativos) e dinâmico empresário da restauração e similares. O José Afonso contava 83 anos, era natural de Almancil e deixa viúva a sra. D. Maria Odília Guerreiro Ramos, a quem apresentamos as mais sentidas condolências. O funeral efetuou-se da Igreja de São Lourenço para o Cemitério local.


DESCANSA EM PAZ AMIGO

JOÃO LEAL

ESCRITOR E ESCULTOR




   MANUEL BELCHIOR (ESCULTOR E ESCRITOR), 

                 UM  «COSTELETA SAMBRAZENSE»


Foi através da aprazível leitura do livro - álbum «Subsídios para uma biobibliografia sambrazense», da autoria do erudito investigador natural daquele concelho do interior algarvio, Dr. José do Carmo Correia Martins, que além de professor na nossa Escola, desempenhou elevados cargos em órgãos da saúde no Algarve (presidente da Administração Regional de Saúde e do Conselho de Administração do Hospital Distrital de Faro) que tivemos conhecimento do «costeleta», tal como o autor da obra dali naturais, Manuel Belchior. Fomos coevos na «Tomás Cabreira», mas não fora o trabalho com profundidade, querer e saber do Dr. Correia Martins e não tínhamos, como o hemos o elevado prazer em saber deste colega. Vive, como é referido, entre a terra natal e a Alemanha e faz parte dessa mediática família «Os Belchiores», com destacados nomes na música, no ensino e nas letras. Frequentou a Escola Tomás Cabreira, onde concluiu o Curso Industrial e teve os primeiros contactos com o mundo da Arte. Seguiu-se a frequência durante três anos da Escola Militar, em Paço de Arcos e durante trinta nos trabalhou em laboratórios de engenharia electrónica na Alemanha, «onde fez grandes invenções nesta área». Paralelamente à vida profissional dedica-se à criação artística, realizando exposições, desde 1960, sempre com assinalado êxito, encontrando-se obras da autoria do «costeleta» Manuel Belchior em colecções particulares da Alemanha. França, Inglaterra, Portugal e Estados Unidos da América, integrando o grupo «Prisma» (pintura e escultura)É de sua autoria a escultura «O Algarvio», uma obra feita no Centro Internacional de Artes (Azinheiro), em pedra, areia e ferro, que o artista ofereceu a São Brás de Alportel e se encontra na Biblioteca Municipal Estanco Louro. Em 1994 iniciou o projecto «As paredes florescem», constituído por cerca de 50 murais, com as dimensões de 6X3 metros, em Acryl, numa das grandes fábricas Rohde &. Shwarz e expõe permanentemente na famosa Galeria Die Goldschiede, em Zurique. Manuel Belchior é também o autor (texto e ilustrações) da obra em português, inglês e alemão «As aventuras do galo Caju», um conto tradicional algarvio para crianças.

João Leal





segunda-feira, 4 de junho de 2018

CRÓNICA DE FARO de João Leal

Um adeus a um amigo querido

OPINIÃO DE JOÃO LEAL

Não descortinamos, no horizonte temporal de há quantas décadas, talvez quase sete, mantínhamos uma fraterna amizade com aquele que foi um dos maiores amigos da nossa vida, uma amizade recíproca, viva e que nos honrava a ambos. O “Queixinho”, como de norte a sul do País era conhecido, o Bernardino Custódio Martins, que aos 10 anos deixou a sua Vila Real de Santo António natal, que tanto estremecia e veio para a Casa dos Rapazes, um dos seus grandes motivos de orgulho por haver pertencido a essa plêiade de homens de elevada craveira, que tantos e tão relevantes serviços têm prestado à região-mãe e se tornou uma figura mediática da capital sulina, dando-lhe todo o seu dinamismo, força moral e mental de apego. Deixou-nos ao fim de uma dolorosa “Via Sacra” que se prolongou por nove sofridos meses em que doença das que não perdoam o atacou, num ainda que esperado desfecho, nos causou e a milhares de tantos outros amigos, o fel este amarguíssimo sabor a impotência ante uma situação agravante contra o qual nada podíamos fazer. Desportista nato, desde o basquetebol ao futebol (uma das suas grandes paixões, desde praticante a fiscal de linha, dirigente e a comentador, levando sobretudo os relatos do Farense na I Liga e dos regionais, que no desaparecido Rádio Clube do Sul, como no dinâmico “Rádio Fóia”, ele esteve sempre presente. Fê-lo durante anos com essa outra alma grande da comunicação desportiva algarvia, que foi o sempre lembrado com infinita saudade, José Mealha. As suas viagens davam histórias e mais histórias, nos muitos milhares percorridos de Sul a Norte, sempre com a missão de nos darem resultados e comentários.
Bernandino Martins, o tão “nosso Queixinho” era uma figura mediática transportando com ele toda a alegria, o gosto pela vida e aquela saudação do “very nice”, um hábito constante de quem tinha no seu expressar toda a verdade (“nunca me deixei corromper, João” – disse-me uma vez) de quem vivia de bem com todo o mundo. Foi-o assim nas diversas profissões com que a pulso trepou na vida; foi-o assim sua extremosa mulher, a nossa amiga, D. Antonieta Martins, num viver de mais de 601 anos; como o foi com os seus filhos, num testemunho de perfeita educação paternal e que são valores da sociedade algarvia, a Dra Angela Martins, e o empresário Carlos Manuel (Camané) Martins e foi com todos os amigos a quem deixou a mensagem final gravada poucas horas do “último suspiro” – “levo-os a todos no coração e deixo-vos um abraço do tamanho do universo”.
No seu funeral, que se efectuou da Igreja de Pé da Cruz para o Cemitério da Esperança, lá estava todo esse “universo”, desde o Presidente do Município Dr. Rogério Bacalhau ao vereador Adriano Guerra até ao “Times”, este jornal com sede na sua terra natal, representado pelos diretores Dr. Fernando Reis e D. Luísa Travassos e ao público anónimo, essa gente que ele “a todos vos levo no coração” e que ficas para sempre nos nossos corações!
João Leal

domingo, 3 de junho de 2018

ANIVERSÁRIOS DE SÓCIOS


ANIVERSÁRIOS  JUNHO

                       02                    José Manuel Encarnação Pires
                        02                    Analídio Marcelino Encarnação Soares
                        03                    Ilda Maria Santos Pinheiro Cruz
                        03                    Manuel Pedro Paulo
                        04                    Joselina Cabrita Dias
                        05                    Maria Marciana Rodrigues G. Rosa Miranda
                        06                    Joaquim Jesus Matias
                        06                    Isabel Maria Quintas Lapa Veríssimo
                        06                    António Norberto Sousa Cunha
                        07                    António Óscar Figueira Guerreiro
                        08                    Maria Amélia Malaia Santos Gonçalves
                        08                    Luciano Lopes Mendonça Vargues
                        10                    Daniel Gregório Pacheco                 
                        10                    Amabélio Artur Pereira
                        11                    Vítor Manuel Cunha
                        11                    Jacinto Luís Conceição Rodrigues
                        12                    José António Gonçalves Palmeiro
                        13                    Inácio Guerreiro Fernandes
                        14                   António Viegas Rodrigues Palmeiro
                        15                    Zélia Maria Dores Neves Gomes Costa                                                 
                        19                    Armando Jesus Adanjo Sebarrinha
                        19                    Alfredo Silva Dias Teixeira
                        20                    Afonso Lopes Santos
                        20                    Joaquim Ponte Coelho
                        21                    António Inácio Gago Viegas
                        21                    Carla Maria Pires Neves Rio Coles
                        23                    José Luís Iria Zacarias
                        23                    Zinália Maria Conceição Rosa
                        24                    João Horácio Tomé Belchior           
                        24                    Maria João Mendonça Portela
                        25                    Maria Irene Mendonça Lita Sousa
                        26                    Vítor Manuel Rodrigues Caronho
                        27                    João Jacinto Piteira
                        28                    José António Rodrigues
                        30                    Nívio Jorge Santos Celorico
                        30                    Vítor José Jesus Silva

PARABÉNS A VOCÊ



Roger

sexta-feira, 1 de junho de 2018

EXPOSIÇÃO ROSINDA VARGUES



De: Elos Clube de Faro - Associação Cultural
    "Em defesa da Língua e Cultura Portuguesas"

Prezados Companheiros e Amigos,

CONVITE

É já amanhã, dia 1 de Junho, pelas 17,30 horas a inauguração da
exposição de pintura "Olhares" de Rosinda Vargues com beberete
e momento musical.
A exposição estará patente ao público, na biblioteca Municipal de Faro
de 1 a 30 de Junho, no horário de funcionamento da biblioteca.

Apresentação da autora:

Rosinda Maria Pereira António de Mendonça Vargues, natural de Pechão, Concelho de Olhão e residente em Faro, é licenciada em Artes Plásticas (Pintura) pela Escola Superior de Belas Artes de Lisboa. Seguiu a carreira profissional de Professora na zona de Lisboa, tendo regressado ao Algarve passados alguns anos, onde exerceu a sua profissão de Professora do QND de Educação Visual do 3º ciclo, na Escola EB 2/3 Dr. Joaquim Magalhães em Faro, até à sua aposentação. Dedica-se à Pintura, além da Fotografia, expondo em coletivas e individuais.
Exposições em que participou:
1996 - Quinta de Marim e Galeria Margem em Faro.
1997 - 1ª Mostra da Associação dos Artistas Plásticos do Algarve e Amigos da Arte na 
Galeria Municipal Arco, em Faro.
- Hotel Alvor Praia, em Portimão.
1999 - Bienal de Faro - Arte Contemporânea Algarve Andaluzia, na Galeria do Conservatório Regional do Algarve.
2005 - Mostra dos Artistas Plásticos do Concelho de Faro, no Jardim Manuel Bivar.
2006 - Exposição individual de pintura “MEMÓRIAS” na Junta de Freguesia de Pechão.
2006 - Exposição de Arte “Pluralidades” na Biblioteca Ramos Rosa, em Faro.
- Mostra dos Artistas Plásticos do Concelho de Faro, no Jardim Manuel Bivar.
2008 - Exposição individual de pintura “MEMÓRIAS” na Escola EB2/3 Dr. Joaquim Magalhães.
2008 até 2013 - Festa das Artes - organizado pelo Agrupamento de Escolas José Belchior Viegas de S. Brás de Alportel no Museu do Trajo.
2013 – Exposição coletiva de fotografia “Espírito da Água”, na Biblioteca Municipal de Faro e promovida pela ASSP. 
2014 - Exposição individual de Fotografia “O lado Mágico da Água- I”, na Junta de Freguesia de Pechão.
2015 - Exposição coletiva de Fotografia “ Jogos de Luz” na sede da Associação de Professores em Faro.
2016 - Exposição individual de fotografia “O lado Mágico da Água-II” na Casa Museu Dr. José Fernandes Mascarenhas em Moncarapacho.
2017 - Exposição individual de pintura “AMENDOEIRAS”, na Biblioteca Municipal de Faro, integrada nas atividades do Elos Clube de Faro. 
2018 - O tema desta exposição de pintura “OLHARES”, representa a visão que a autora tem sobre o mundo real e não só, recriando e transformando as imagens, ligadas às suas memórias, sentimentos e inquietações.

Espero poder contar com o prazer da vossa companhia.

Cordiais saudações elistas.

Dina Lapa de Campos
Presidente da Direcção do Elos Clube de Faro




domingo, 27 de maio de 2018

CRÓNICA DE FARO de João Leal

UMA PONTE PEDONAL NA DOCA...

OPINIÃO DE JOÃO LEAL

Um Centro Internacional de Vela na Ilha da Culatra, que será chamado de Nuno Rocha, em homenagem ao farense campeão olímpico Nuno Rocha, foram projetos, que aguardam aprovação e comparticipação e anunciados pelo Dr. João Marques, dinâmico presidente desse símbolo do desporto náutico nacional, que é o Ginásio Clube Naval, a propósito dos 90 anos desta prestigiada agremiação.
A significativa efeméride foi, pode dizer-se, assinalada de modo formal, no decurso de festiva reunião do Rotary Clube de Faro, que assim se quis associar ao evento, com a presença dos seguidores do ideário de Paul Harris, vindos de todo o Algarve e do Governador do Distrito Rotário 1960.
Assinalado ficou esta reunião com a “emblemagem” de duas novas rotárias, ambas professoras da Universidade do Algarve, que reforça o quadro social. A palestra proferida pelo Dr. João Marques, um jovem com muitos e porfiados serviços prestados à capital algarvia, mormente como membro durante vários mandatos do executivo autárquico e que ora, veio imprimir um novo ênfase do Ginásio Clube Naval, foi um perpassar de quase um século de dedicada atividade e de revelar o futuro próximo.
A ponte pedonal será erguida sobre a doca farense, nas imediações do Centro de Ciência Viva, quase que em paralelo com a ponte da linha férrea, saindo da Rua Comandante Francisco Manuel e indo encontrar terra firme, por detrás do posto náutico do Sport Faro e Benfica, outra valorosa centenária referência desportiva de Faro, prosseguindo com um passeio pedestre até ao clube promotor.
O Centro Internacional de Vela Hugo Rocha, na Ilha da Culatra, disporá de condições para estágios, competições e escola das modalidades náuticas, incluindo os “moços e moças” daquele núcleo insular da capital algarvia, numa perfeita, objectiva e socialmente desejada interligação entre visitantes e visitados.
Faro, naquela noite rotária, aconteceu no dar de mãos entre dois servidores da comunidade local – o Rotary Clube e o Ginásio Naval!
João Leal

QUANDO UM SÓCIO PARTE


O Socio nº 659
JOSÉ REGINO EVANGELISTA FIALHO

Partiu

À família e a todos os amigos deste nosso associado Costeleta enviamos o nosso profundo desgosto

DESCANSA EM PAZ FIALHO

Isabel Coelho

quinta-feira, 17 de maio de 2018

QUANDO ALGUÉM PARTE



Faleceu Bernardino Martins “Queixinho”
Bernardino Martins, conhecido por "Queixinho", vitima de doença prolongada, faleceu ontem, às 17h30, no Hospital de Faro, com 83 anos de idade.

Segundo publicação na página pessoal do seu filho Carlos Manuel Martins, no Facebook, Bernardino Martins deixou uma mensagem.
"PARTO COM O ESPÍRITO LEVE NO AMOR, DEIXANDO PARA TODOS VÓS UM ABRAÇO TAMANHO DO MUNDO."
 BERNARDINO MARTINS (QUEIXINHO)

Bernardino Martins, natural de Vila Real de Santo António, vivia em Faro há muitos muitos anos. Foi cronista, radialista, comentador, sempre com  fortes ligações ao desporto, em especial ao futebol, acérrimo defensor da sua terra natal, Faro e também do Algarve.
Homem de fácil trato, humilde, com personalidade forte, amigo do seu amigo, sempre bem disposto e com um sorriso na cara, gracejava nos convívios entre amigos e conhecidos um pouco por onde passava, evocando com o seu jeito peculiar, a frase “How very good how very Nice”.
Natural de Vila Real de Santo António, Bernardino Martins foi educando na Casa dos Rapazes, em Faro, e teve uma vida profissional dividida entre várias áreas, quer no Algarve quer no Alentejo.
Foi árbitro de futebol nos escalões regionais, granjeando respeito e amizade no setor, e começou mais tarde a dedicar-se ao jornalismo desportivo, especialmente aquando da criação das rádios locais.
Ao longo de três décadas, passou por diversos meios radiofónicos, entre os quais Rádio ASA, Rádio Clube do Sul, Rádio Atlântico e Rádio Fóia.
Pelo meio, na década de 90, fundou, com a família, e dirigiu o semanário Desportivo do Algarve, além de ter colaborado com vários jornais regionais e nacionais.
As cerimónias fúnebres realizam-se hoje, dia 17, na Igreja do Pé da Cruz em Faro a partir das 17h30 e até às 23h. Amanhã, dia 18, realiza-se a celebração litúrgica pelas 11h15, seguindo o funeral de imediato para o Cemitério da Esperança em Faro.

À família enlutada e a todos os seus amigos, enviamos o nosso profundo desgosto

NOTA: Notícia enviada pelo Alberto Rocha.

Roger


domingo, 13 de maio de 2018

PERIGOS DO SOL


CUIDADOS A TER COM O SOL

Pessoas com pele e olhos claros com maior risco para desenvolver doença cancerosa.

Verão é sinónimo de férias, praia e muito Sol.

Os índices de radiação ultra-violeta ficam mais altos nesta estação, pelo que deve-se ter mais cuidado na exposição ao Sol. É preciso muito cuidado com as crianças, a sua pele é mais frágil, mais sensível.
A prevenção não pode ser feita apenas com protectores solares, que deverão ser aplicados de duas em duas horas.

A prática de actividades ao ar livre deve ser sempre realizada com bom senso, ou seja, de manhã ou ao final da tarde e não em horas críticas como cerca do meio-dia. Utilizando sempre o protector solar.

Deve-se privilegiar protectores solares contra a radiação ultra-violeta A e B e protectores de factor 30 para cima.

E CUIDE-SE bem na praia. E tome conta das crianças.

Roger

DE VEZ EM QUANDO...


INFORMANDO
FEIRA VEGAN

A Associação Recreativa e Cultural dos Músicos, em Faro, recebe no próximo dia 19, uma eira Vegan.

O evento é organizado por um conjunto de ativistas do Algarve, seguidores do estilo de vida Vegan (vegetarianos).

«««««««««««««««««««««««««««««««««««

MARATONA MOTO-TURÍSTICA

Mais de 2100 motas vão fazer perto de 1200 quilómetros, por estradas secundárias, de Faro a Felgueiras, entre os dias 30 de Maio e 2 de Junho.
Esta Maratona Moto-Turística faz parte da 20ª edição da iniciativa Lés a Lés, que junta grupos de motociclistas portugueses, espanhóis, franceses, italianos e ingleses.
A saída vai ser a partir da Praia de Faro.



sábado, 12 de maio de 2018

GRANDE ALMOÇO ANUAL




GRANDE ALMOÇO ANUAl
Com musica ao vivo para dançar

Aprovação do Relatório e Contas 2017

ELEIÇÃO DOS NOVOS CORPOS SOCIAIS

16 de junho 2018 (Sábado) 13Horas

No catering senhora menina
FARO

Custo do pak:   20 €

BEBIDAS DE BOAS VINDAS
Espumante, Sangria branca, Sumo de Laranja, Refrigerantes,Água Mineral, bolachinhas aperitivas

BUFFET FRIO
NA MESA:
Pão, manteiga, azeitonas, croquetes de carne, rissóis de camarão,
Pasteis de bacalhau, calamares. (miniaturas)
Saladas Simples – Tomate, Alface, Pepino, Cebola, Beterraba, Cenoura,
Saladas Compostas – Marisco, Frango, Russa, Atum, Bacalhau, Tropical
Molhos – Vinagrete, Maionese, Cocktail, Azeitonas, Milho e Pickles

BUFFET QUENTE
Sopa – Creme de legumes
Peixe – Bacalhau Gratinado com Natas
Carne – Lombo de Porco no forno com castanhas

BUFFET DE SOBREMESA E FRUTA
Salada de fruta, Tarte de Fruta, Molotoff, Pudim Flan,
Torta de Amêndoa, Toucinho-do-céu, Semifrio de Ananás, Tarte de natas, floresta negra, torta de claras com ovos moles.
INCLUINDO – Vinho Branco, tinto, Água Mineral, Refrigerantes, Café
Para quem desconhece, a entrada para o restaurante fica na estrada marginal entre o Rio Seco e o Bom João. Junto da estradinha funda.
===========================================
Telemóvel de contacto: Isabel 919029068
                                 Florêncio 924067639




sexta-feira, 11 de maio de 2018

COMENTANDO


Comentário ao texto Dia da Espiga
Este dia faz parte das grandes recordações da minha juventude.
A ida ao Rio Seco comer nêsperas, talvez, mas a chamada malta ia a pé em passeio até até à sociedade recreativa do Rio Seco ( na antiga estrada para Pechão ) , assentais arrais no salão de baile, e procurar convívio não com os caracóis, mas com as “caracoletas” ( moçoilas ), e disfrutar os boleros, passos dobles, valsas e no final, quando o salão estava bem quente os slows.
Em geral este dia terminava, acompanhando as “caracoletas” a casa e se possível lá ia um discreto beijinho de despedida, com promessas de amor eterno.
Bons tempos Roger...
Jorge Tavares
costeleta 1950/56

quinta-feira, 10 de maio de 2018

DIA DA ESPIGA

HOJE - QUINTA FEIRA - DIA DA ESPIGA

Celebra-se hoje a Quinta-feira da Ascensão ou Quinta-feira da Espiga​​​, uma data religiosa cheia de tradições populares, que até já foi feriado nacional. Como manda a tradição, várias pessoas colhem espigas e flores para colocar num ramo e conservá-lo atrás da porta. A venda de ramos também enche de cor alguns da capital.

Neste dia a "malta" ia ao Rio Seco para comer o "caracol amarelo", nêsperas, e éramos corridos pelos donos das hortas. Lembram-se?

BONS TEMPOS!

Roger

quarta-feira, 9 de maio de 2018

CRÓNICA DE FARO

OPINIÃO JOÃO LEAL


UMA MULHER SINGULAR
Aos oitenta anos parece com o fulgor, entusiasmo e anseio expresso de vida a jovem Ana Rita que conhecemos, quando “menina e moça” se destacava pelo seu empenhamento nestas coisas das intelectualidade, facetas que desde sempre foram seus carismas. Hoje esta ilustríssima farense é a mais conceituada personalidade, a nível mundial, sobre estudos pessoanos “um amor de toda uma vida prosseguida em torno da obra e da figura de Fernando Pessoa”, tema que foi o seu doutoramento na Universidade da Sorbonne, na capital francesa, uma das cidades do seu “nascimento”, como referiu na oportuna homenagem que, por iniciativa do Município de Faro, lhe foi prestada no Auditório da Biblioteca António Ramos Rosa, “um mestre e um companheiro dileto”, desde a juventude nos convívios ocorridos nas livrarias Silva e Capela, onde às esconsas se liam “os livros encartuchados”. Para além de Faro, terra do seu nascimento e vivência até à ida para o ensino superior (Antes de mais sou daqui…) e de Paris, onde o seu estro brilhou e de Lisboa, de onde perseguida pela polícia política teve que, apressadamente, fugir. Foi o início do “pensar abril/ viver abril/ Faro”, esse conjunto de duas dezenas de iniciativas com que a autarquia quis celebrar o 25 de Abril de 1974 e teve no trovador, baladeiro, músico, poeta (eu sei que mais) Afonso Dias (muito tem feito este homem pela cultura algarvia) o seu feitor maior. “Medalha de Ouro de Mérito Municipal de Faro” que lhe foi atribuída em 1991, Teresa Rita Lopes, honra-nos a todos os algarvios pelo seu valor, pelo seu mérito, pelo sei sentido de liberdade e de democracia, pelo que esta homenagem foi um início admirável do falar da “Revolução dos Cravos” e que trouxe até nós figuras que são símbolos pátrios (Otelo Saraiva de Carvalho, Martins Guerreiro, Rosado Luz, Carlos Brito, Isabel do Carmo…).
A mais ilustre farense do nosso tempo, que nunca esquece a “sua” rua de São Luís, com “as casas de rés-do-chão e as varandas…”, as vivências de vizinhos, o Liceu João de Deus, onde aos 13 anos era diretora de um jornal, os convívios com os poetas Cândido Guerra, Emiliano da Costa, Rosa Ramos… e a cidade de então.
É percorremos, com honrosa companhia desta mulher, que é escutada em todo o Mundo, sobretudo o Sotavento, com destaque para duas terras a que está profunda e sentimentalmente ligada – Cacela e Alcoutim.
Teresa Rita Lopes, “uma mulher singular” que honra cada um e todos nós!
João Leal